Bailando com a valsa em Viena

Mozart está em todos os lugares de Viena – sim, no sentido espiritual: suas notas flutuam na brisa e seus passos típicos do século 18 parecem valsa nas ricas calçadas. Mas ele está “literalmente” por toda a parte. Você pode ter dado de cara com ele na platz da Stephansdom; estava tão absorto contemplando o zigue-zague de azulejos do telhado e a magnífica torre da catedral gótica, que se chocou com o homem de peruca e calças coladas. E, antes que você se desculpasse, ele tentou lhe vender dois ingressos para o Réquiem, à noite.

Falsos Wolfgangs espreitam por toda a Innere Stadt – a velha cidade imperial -, ansiosos para anunciar seus concertos. Ignore-os. Viena é, indiscutivelmente, a capital mundial da música, mas essas ofertas são a ponta turística do iceberg – elas não fazem justiça a uma cidade que se alimenta não só de Mozart, mas também de Schubert, Johann Strauss I e II, Haydn, Mahler e muitos outros.

É a cidade da Ópera Estatal de Viena, que faz cinquenta apresentações diferentes por ano. É a cidade da Musikverein, a sala de concerto neoclássica do século 19 que serve de sede para a estimada Filarmônica de Viena e, segundo dizem, tem uma das melhores acústicas do mundo. E ainda há a art nouveau Konzerthaus, a eclética Volksoper, o recém-reformado Theater an der Wien e o Marionettentheater, no Palácio de Schõnbrunn, onde Aflauta mágica é apresentada por fantoches.

Mas a música não se limita aos locais tradicionais. Viena é uma cidade com belos cafés, muitos dos quais proporcionam a seus clientes apresentações ao vivo. Ouça um concerto de piano no Café Schwarzenberg, o mais antigo da Ringstrasse, aberto em 1861. Ou peça uma Mozarttorte no Café Landtmann, cujos recitais de piano foram apreciados por muitas personalidades, de Mahler a Paul McCartney. Não há cidade mais melódica – nem mais elegante – do que Viena, seja você alguém com o orçamento de um príncipe habsburgo, seja um artista em início de carreira.

 

Compartilhe

Uma resposta para “Bailando com a valsa em Viena”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *