Aprecie a deliciosa culinária da cidade do cabo.

Tarde quente de verão no centro da Cidade do Cabo: é hora de fazer um “piquenique” na Jason Bakery. Ali, a cesta de piquenique está cheia de surpresas, como o temperado soujouk ou chouriço, pão de cerveja, manteiga da fazenda, picles e chutneys caseiros, rillettes, prosciutto e biscoitos com cobertura de chocolate. Peça um jarro de gim e tônica com pepino, hortelã e lima para acompanhar e delicie-se.

Jason é um padeiro de uma nova estirpe; ele acende seus fornos bem cedo para assar seus famosos croissants de bacon e uma grande variedade de pães, além de criar artesanalmente outras especialidades, como bresaola de búfalo e tortas de carne de porco.

Agricultores locais, comerciantes de produtos orgânicos, padeiros, peixeiros, açougueiros e produtores artesanais de vinhos e de cerveja são apreciados em mercados, lojas, restaurantes e bares da península inteira. Os nativos adoram fazer um passeio pelo mercado ou curtir uma refeição cheia de sabores nas manhãs de sábado.

Os colonizadores holandeses chegaram em 1659 para estabelecer seus cultivos, a fim de que os marinheiros que contornavam o Cabo não morressem de escorbuto, o que fez do então governador, Simon van der Stel, provavelmente o primeiro vinicultor garagiste da Cidade do Cabo. Na península, há um punhado de vinícolas, incluindo a Groot Constantia (fundada por Van der Stel), a mais antiga da África do Sul.

Outros estabelecimentos no Vale de Constantia oferecem degustação, restaurantes e piqueniques. Só para provar que o Cabo não se restringe a vinhos, a região também produz saborosas cervejas artesanais.

Apelidada de Taverna dos Mares, a Cidade do Cabo oferece uma festa em aventuras culinárias. Com uma tradição que inclui influências africana, indiana, europeia e malaia, a cozinha sul-africana é uma mistura fascinante à espera de ser explorada.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *