Aprenda passo a passo como regularizar sua moto que foi comprada em leilão

Participar de um leilão de motocicleta é uma das escolhas mais comuns para quem deseja comprar um carro em boas condições a um preço mais acessível. No entanto, esse tipo de compra levanta muitas questões, e como legalizar leilões de motocicletas costuma ser uma delas. Se você ainda deseja saber como executar esse processo, verifique passo a passo.

Faça a inspeção

Para regularizar sua moto que foi comprada em leilão, o primeiro passo é realizar uma inspeção CSV (certificado de segurança do veículo) – um documento informando que o veículo é capaz de recuperar a circulação. A pesquisa examinou vários itens de segurança, como sistemas elétricos, alinhamento, balança e muitos outros aspectos. Para executar esta importante etapa, você deve obter autorização para verificar o DMV com antecedência e levar sua carteira de motorista e documentos para um ponto de verificação especial aprovado pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Verifique a documentação

Os veículos adquiridos por meio de leilões só podem ser regularizados, se o documento contiver uma quantia pequena ou média (ou seja, danos reversíveis que não danifiquem a operação do carro). Desta forma, muitas peças com grandes conjuntos (motocicletas são consideradas carroçaria sucateada, das quais mais de 75% da carroçaria está danificada) não podem ser formalizadas. Portanto, é extremamente importante avaliar a documentação do veículo antes de comprá-lo.

Autorização do Detran

Após inspecionar a moto e obter o certificado CSV, o proprietário deve participar do Detran e abrir o processo de gerenciamento de formalização do documento.Esta é de responsabilidade do novo proprietário e trará o registro do leilão para o departamento dentro de um período fixo de 30 dias. É importante perceber que o atraso na obtenção dos documentos exigidos significa uma penalidade para a carta de condução e uma multa de três pontos.

Fique de olho nos prazos

No leilão de motocicletas, a empresa de vendas, é responsável por definir os prazos e condições para a formalização do carro e, juntamente com Detran e o antigo proprietário do veículo, inicia este documento para registrar o lote de procedimentos. Portanto, é importante que os licitantes dos veículos entendam os prazos acordados com a empresa e sigam rigorosamente os procedimentos de formalização, a fim de evitar contratempos.

Compartilhe