Veja como tornar o valor da parcela do financiamento de moto baixo

O financiamento é uma forma eficaz comprar um veículo, pois o banco dá ao cliente o valor total do veículo, para que este seja comprado à vista, e o cliente devolve esse valor de forma parcelada. Dessa forma, a moto pode chegar ao cliente muito mais rápido do que se fosse comprada por um consórcio, por exemplo.

Você sabe como tornar o valor das parcelas do financiamento baixo? é possível baixar o valor das parcelas de modo que o pagamento delas não agrida tanto o bolso. Continue conosco e confira!

Como tornar o valor da parcela do financiamento mais baixo?

Para compreender a resposta desta pergunta é necessário, primeiramente, refletir sobre os processos de um financiamento. Sabe-se que o financiamento é composto por valor do veículo, taxa de juros do serviço, quantidade máxima de parcelas permitidas pela empresa, tipo de veículo que pode ser financiado pela empresa bancária, valor de entrada e modelo do veículo a ser financiado. 

Muitos bancos aprovam as solicitações de financiamento a partir do valor que o cliente propõe como entrada. Nesse ponto cabe lembrar que o banco dá apenas a porcentagem mínima de entrada. O cliente é quem estabelece Qual o valor a partir desta porcentagem será dado. É neste quesito que as parcelas podem ser diminuídas

Para compreender melhor essa afirmação, tomemos o exemplo a seguir. Uma pessoa deseja comprar a moto CG 160 Fan do ano 2020 da Honda. O valor de mercado desta moto é de R$ 10 mil. Essa pessoa pode dar R$ 3 mil de entrada. 

Caso escolha a Caixa Econômica Federal como banco financiador, esse valor ainda contará com acréscimo de 1,49% de juros. A caixa possibilita que o cliente dívida em até 36 vezes. Nesse caso, cada parcela ficaria em R$ 252,65 por mês. Por outro lado, se o cliente escolher o Bradesco, que possui taxa de 5,34% ao mês, pagaria 36 parcelas de R$ 441,68.

Compartilhe